Quais vacinas devo tomar antes de viajar?


Existe algo pior, numa viagem, do que ser mandado de volta para casa ao chegar num país sem nem mesmo ter saído do aeroporto? Saiba que isso pode acontecer com visitantes desavisados em países ou cidades que exigem algum tipo de vacinação prévia.

Geralmente, a companhia aérea nem deixaria o passageiro embarcar sem ter mostrado a carteirinha de vacinação, mas todo cuidado é pouco. Confira nosso dossiê de vacinação para o viajante e não deixe um vacilo como esse estragar a sua viagem!

 

Por que alguns países exigem vacinação?

Diferentemente do que muitos pensam, a maioria dos países que exige vacinação o fazem para precaver que visitantes tragam doenças, e não pelo território apresentar riscos de contaminação. E o Brasil, sob o olhar estrangeiro, não é a mais salubre das nações.

Quais vacinas são obrigatórias?

A única vacina que, em escala mundial, é obrigatória é a da Febre Amarela, uma doença infecciosa grave e transmitida pelo mosquito Aedes aegypti (o mesmo da dengue). É mais comum em países da América do Sul e Central, assim como em algumas regiões da África. Por não haver cura, a prevenção da Febre Amarela é de extrema importância quando em áreas de risco: além da vacinação, deve-se usar repelentes e telas e não acumular água parada.

Prepare-se bem para sua primeira viagem ao exterior! Clique na foto e veja nossa check-list!

Quais são as vacinas mais recomendadas?

Certas vacinas são recomendadas quando se visita alguns países ou regiões, principalmente zonas rurais, florestas e todos os lugares de grande contato com a natureza.

Dessa forma, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomenda que o viajante tenha sempre em dia as vacinas para Tétano e Difteria, para as Hepatites A e B e a vacina Tríplice Viral, que protege contra Sarampo, Caxumba e da Rubéola. A antirrábica, que protege contra a raiva eventualmente transmitida em mordida de cachorros, ratos e morcegos, também pode ser útil.

 

Quais países e locais exigem ou recomendam vacinação?

Centenas de países exigem vacinação e ocasionais surtos alteram as regras constantemente, então a forma mais fácil de consulta é através da lista oficial da Anvisa. Nessa lista você seleciona o país de destino e então recebe informações de obrigatoriedade ou recomendação de todas as vacinas.

Encontre voos internacionais baratos, basta clicar na foto!

Alguns destinos que exigem a vacinação contra Febre Amarela para brasileiros são: África do Sul, Austrália, Bahamas, China, Cuba, Egito, Índia, Indonésia, México, Cingapura, Jamaica e Tailândia.

Já, internamente, no Brasil, recomenda-se essa vacina para áreas de matas e rios na região Norte e Nordeste devido ao clima. Mais recentemente, em razão de surtos localizados em zonas rurais dos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo, a vacina tem sido recomendada para o interior da região Sudeste.

 

Como e quando devo me vacinar?

As vacinas, de modo geral, podem ser aplicadas em postos de vacinação ou em clínicas particulares. A vacina contra a Febre Amarela, gratuita, é tomada numa dose única e dura 10 anos.

As regras mudam para cada país, mas a recomendação da Anvisa é que qualquer vacinação seja realizada preferencialmente de seis a oito semanas antes da viagem e, no máximo, quatro semanas antes.

E se a sua viagem for para o exterior, não esqueça de fazer o Certificado Internacional de Vacinação da Anvisa. O comprovante simples de vacinação ou a Carteira Nacional de Vacinação não são válidos fora do território nacional.

 

Como fazer o Certificado Internacional de Vacinação?

O Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP) é concedido, no Brasil, pela Anvisa. Para obtê-lo é necessário preencher o formulário no site e então se dirigir, com a carteirinha de vacinação comum, para algum dos Centros de Orientação para a Saúde do Viajante.

Saiba também como tirar o passaporte brasileiro, clique na imagem!

Guarde este documento com atenção, pois ele será requisitado no check-in quando em viagem para países que o exigem e, em alguns casos, novamente ao desembarcar no país. Quando retornar, não se desfaça dele, pois a maioria das vacinas possui um extenso prazo de validade e não é necessário fazer um novo certificado com o tempo.

 

 

fonte: https://www.skyscanner.com.br/noticias/dicas/quais-vacinas-devo-tomar-antes-de-viajar